Detido!

Assim que percebi o que estava acontecendo, soube que todos estariam preocupados. Depois de uma curta viagem para fora do país, ficou claro que estava sendo detido. Não sabia por quanto tempo. Não tinha como entrar em contato com ninguém. Minha mente corria enquanto era levado para uma sala de detenção onde outros sete detidos me olhavam ao entrar. 

Mas não deveria ter ficado preocupado; Deus estava me dando uma experiência ao estilo de Paulo. Tive o incrível privilégio de compartilhar Jesus Cristo na “prisão”. 

Nossos estudos bíblicos juntos começaram de forma estranha. Os sete estavam fumando. Alguém me perguntou se eu queria fumar. “Não”, respondi facilmente. Decidi explicar. “Se alguém se enforca, pode obter a salvação?” Claro, em seu sistema de crenças, sabia que a resposta deles seria um forte Não! Comecei a descrever como fumar é uma forma lenta de tirar a própria vida. Os sete homens me olharam, surpresos. Começamos a falar sobre a salvação. Queriam saber mais. Durante a maior parte das próximas 15 horas, conversamos. 

Foram estudos bíblicos incríveis, com intermináveis perguntas e respostas tão simples quanto eu soube dar. Tenho certeza de que poderíamos ter continuado por dias. Quinze horas depois, ao ser solto, percebi que nós não queríamos nos separar. Cada um deles tinha iniciado uma jornada espiritual. Realmente queria acompanhá-los nela. Mas confio que Deus não os abandonará. Que o Espírito Santo envie alguém disposto a compartilhar mais sobre Jesus com cada um deles!